L'Enfant Terrible

terça-feira, agosto 05, 2008

Chegou o momento. O que se vai seguir poderá chocar alguns de vós. Hoje tenho para todos .. um manifesto!


A revolta é muita, os cabelos brancos também. Algo tem que ser feito e se ninguém se chega à frente eu próprio assumo essa responsabilidade - por um mundo melhor.

Vivo assustado, oprimido e olhado de lado pela sociedade. Tenho a sensação que estou cada vez mais e mais sozinho nesta questão. A minha dúvida é :

Crocs .. porquê?


Meus caros amigos eu pertenço ao grupo, cada vez mais pequeno e restrito, de seres humanos que não têm nem querem ter umas Crocs para calçar. Olho em redor, para os pés da sociedade, sobretudo nesta altura do ano, e vejo-as por todo o lado! Toda a gente tem os pés metidos nesta espécie de (...) eu queria dizer sapatos mas a verdade é que se eu puser um sapato e um cesto de supermercado lado-a-lado e se fizer a mim próprio a pergunta:

Com qual destes objectos é que uma Croc é mais parecida?

Eu não hesitarei em apontar para o cesto de supermercado. Aquilo é um mini cesto de supermercado, bom [...] para aquelas caixas de menos de dez unidades.

Eu não quero ofender os fabricantes deste inovador sapato, até porque com o dinheiro que eles andam a fazer com as vendas daquilo eu pressinto que terão dinheiro para me mover um processo judicial capaz de destruir a minha vida e as vidas de eventuais gerações vindouras de teleféricos.

Mas a verdade é que .. O QUE É AQUILO ? Hã?
Aquilo é uma espécie de sandália para pessoas que têm medo de dar o passo importante, decisivo e marcante de usar uma sandália. Porque usar uma sandália é uma coisa tramada. Não é para qualquer um. Expor o pé daquela maneira? Meu Deus! Mais um bocadinho e querem que uma pessoa ande toda nua. Então ... entram, em cena, as Crocs que estão para as sandálias como os tetraciclos (bicicletas com duas rodinhas extra, para garantir estabilidade ao aprendiz) para as bicicletas. É aquela fase em que a pessoa precisa d'um bocadinho mais de apoio antes de avançar para essa maluqueira das sandálias, mas ao mesmo tempo já anda ali com o pé a "dar-a-dar" toda ousada ou então ... não é nada disto! Uma das teses que eu tenho em carteira é a seguinte:

Serão as crocs uma religião? Um culto? Uma seita? O símbolo de uma irmandade secreta? Será algum símbolo pagão? Iluminata?

É neste ponto que o caso poderá mudar de figura. O meu palpite imediato é que se trata de um tributo, sim um tributo. Na minha modesta opinião, de leigo, aquelas socas de borracha são o tributo de toda uma legião de pessoas ao grande Deus Croc, Deus esse que assegura entrada directa no paraíso (todo ele forrado a borracha de cores vivas).

Li alguns artigos sobre a história deste protótipo e uma das coisas interessantes que descobri é que até há bem pouco tempo quem as usava eram única e exclusivamente os médicos. E de facto aquilo tem ar de fazer sentido nos pés de um indivíduo que anda de bata de um lado par ao outro. Não, nos pés de um indivíduo que tem de ir no sábado de manhã ao AKI comprar uma lâmpada. Eu acho que deve ter havido um médico que depois do turno achou que não era má ideia continuar com aquilo enfiado nos pés, foi sair assim e nessa noite conseguiu engatar a mulher da sua vida e como tal pensou .. "epá isto é do caraças" e começou a «ivangelizar» o seu sucesso.
"Usa crocs puto, que elas ficam doidas"
...e deu-se o efeito bola de neve. Toda a gente quer uma coisa daquelas.

Além disso Croc é um nome péssimo para um sapato. É um nome óptimo para cereais de pequeno almoço ou para uma barrinha de cereais vigorante, ok?
Enfim tudo é estranho neste protótipo. Parecem ter sido inventados por loucos!

Inventor: "Epá tenho uma ideia para um sapato! É de borracha, parece um cesto de compras, é pequenino e vai chamar-se croc"

Verdade seja dita. O fenómeno croc está a atingir limites perigosos. Eu por exemplo não sou capaz de me sentir à-vontade numa praia [...] se estou a usar chinelos ou mesmo quando estou descalço chego a ficar com o coração nas mãos porque para onde quer que olhe lá estão elas - as crocs. Já não é a primeira vez que me interrogo:
"Mas tu queres ver que saiu para aí um despacho qualquer que obriga o uso desta miserável coisa?"
Para mais informações:

site oficial.
dicas.
____________________________
Cuidado com os teleféricos.

7 comentários:

heidi disse...

Horrivel! são uns frita-pés pois fazem um calor do caraças!

cristina disse...

Detesto...!

É das coisas mais pirosas que vi até hoje!!!

:P

Beijo

anamoris disse...

A minha filha tem uns e adora.
Eu experimentei e senti-me um pouco ridícula, enfim são modas que inventam para vender.
Beijos

Fred disse...

Ontem a passear por Almada vi uma senhora nos seus quarenta anos toda vestida de branco e com uns crox amarelos!!! loool

So me deu vontade de rir.

A sério, se ainda fosse prá praia.. ainda vá agora em plena cidade?! Não sei....
Não é pela idade da senhora, porque os crocs andam ai para toda a gente, o pior é o tipo de roupa que se usa com aquilo!!! :p

Ivan Mota disse...

Al Gore sou eu e tu..
Al Gore sou eu e tu ..
Vamos salvar a Terra ..
O nosso planeta ..
O planeta azul !

Vamos salvar o planeta malta!

André Alves disse...

Por acaso em Almada o fenómeno croquiano parece atingir níveis perigosamente altos.
Eu que era fiel aos All Star até há uns tempos (depois comprei uns DC porque eram mesmo giros) prometi a mim mesmo nunca comprar Crocs e, no caso de alguém me oferecer uns, os enfiar num sítio menos próprio da pessoa que tão alegremente os ofereceu.

Mas, c'mon, cada um veste e calça o que quer. Nós é que não devíamos ter de levar com aquilo nos nossos inocentes e imaculados olhos.

'stracciatella disse...

Em São Martinho é assustador olhar para os pés dos transeuntes. Os meus ténis pareciam objectos estranhos no meio de tanta borracha colorida e esburacada.

  © Blogger templates Newspaper by Ourblogtemplates.com 2008

Back to TOP