Não me digas que...

sábado, outubro 18, 2008

Vi o que não via há muito tempo. Vi o que julguei extinto.


Por momentos considerei a hipótese de estar com alucinações. Foi tudo muito rápido.
«Caramba, aquilo é o que estou a pensar?» - murmurei. Ponderei. Confesso que ponderei. Mas conclusões nenhumas. As dúvidas eram cada vez maiores até que ... «um milagre!».

Hoje fui ao supermercado. A minha mãe deu-me uma daquelas listas (de mãe) das compras e eu lá fui feliz e contente. Tudo estava calmo e ameno. Uns alhos daqui, uma couve portuguesa dali, farinha, açúcar, a indispensável batata roxa e mais um sem número de outras coisas. Uma hora depois - e já com um cabaz considerável de compras - dirijo-me para a caixa 2. «Sempre a mesma coisa. Filas e mais filas. Que diabo!» - desabafei. De súbito algo de errado. O Senhor que estava à minha frente na fila comportava-se de maneira suspeita. «Que raio escondes tu aí velhote?» - pensei.

Devo confessar que achei este transeunte enigmático. Em cima do tapete rolante, compras nem vê-las. Nem compras, nem sacos, nada! «Que estás tu a fazer aqui, se nada tens para comprar?» - irritado, pensei. A fila foi diminuindo e os meus índices de adrenalina evoluíam na proporção inversa. Por fim.. a resposta que iria mudar a minha vida.

O Milagre das Rosas II

Por meio de uma analogia barata, adaptemos esta situação a outra já conhecida. O Milagre das Rosas.

- Que trazeis aí no manto velhote? - inquiri.
- São cassetes de áudio, Senhor! - respondeu.
- Cassetes de áudio no século XXI? - ripostei.
- Assim é, Senhor.
- Deixai-me ver! - desafiei.

De olhos baixos, o velhote abriu o regaço e o nada tinha-se transformado em 2 bonitas cassetes de áudio de António Calvário, tão lindas como jamais se viu.

Isto é integralmente verdade. Eu vi. Este sujeito adquiriu duas cassetes de áudio do imbatível António Calvário! Com mil raios, quem diria que este artefacto sonoro ainda estava em circulação? Desconhecia em absoluto. 2,50€ foram rapidamente subtraídos da carteira do senhor, et voilà negócio feito. Agora pergunto eu: Terá António Calvário conhecimento disto? Terá António Calvário conhecimento que andam por aí, em circulação, cassetes pré-históricas de êxitos igualmente pré-históricos de músicas pré-históricas da sua pré-histórica existência?

Ainda estou petrificado.
____________________________
Cuidado com os teleféricos.

5 comentários:

mar cavado e ventos bonançosos disse...

Felizmente ainda há locais que vendem produtos rectrocompatíveis com a alegria/felicidade dos mais velhos...

Talvez um dia me dês uma alegria com a oferta de um CD ou DVD de Thievery Corporation, para eu poder recordar no meu gadget preferido de 2008.

Surpreendente sem dúvida... António Calvário!!! Sacode!!!

Ritz disse...

Fico á espera desse tal programa na Antena 3 ;D
Kiss kiss

Ritz disse...

Ainda tens? :O
Mas óh ivan, nao te lavas é?
Bolas... 1000€?

Humm epah acho que temos negócio :D
Shinoda é Shinoda! Sortudo dum raio que tocaste naquele homem :$

Ivan Mota disse...

Sim de facto foi uma sorte. Mas afinal de contas paguei 53€ para quê? No Natal faço uma promoção, não te preocupes Rita.

Ivan Mota disse...

Assim será! Pormeto.

  © Blogger templates Newspaper by Ourblogtemplates.com 2008

Back to TOP