RTL - Necrologia Tv

sábado, fevereiro 23, 2008

Li ontem uma notícia que achei digna de ser abordada aqui no «Livro dos porquês». A notícia dizia que o famoso canal alemão "RTL" vai abrir um novo canal - mais pequeno - e a ideia é um daqueles "Ovos de Colombo", que eu confesso.. não sei como é que ainda ninguém tinha pensado nisto - sobretudo a SIC que abriu tantos canais para tantos públicos - SIC Radical, SIC Notícias, SIC Mulher, SIC Comédia, SIC Gold... este canal subsidiário da RTL é o canal (e preparem-se...) "Necrologia TV". Se pertencesse à SIC, seria o "SIC Morte".

Reparem: Canal Necrologia - simples e directo. (O Slogan)

De acordo com a referida notícia, a ideia vanguardista deste canal surge com o intuito de combater e passo a citar: "O domínio dos jornais no que toca à necrologia". Realmente hoje luta-se pelo domínio das coisas mais bizarras. Tudo o que é gente quer dominar em qualquer área - não interessa qual.
Contudo, desconhecia que a necrologia pudesse gerar lutas pelo domínio público. [...] mas aparentemente é uma preocupação de alguns canais de televisão...quem diria?

"Olha para as pessoas, olha o tempo que elas gastam a olhar para a página do jornal onde estão os falecidos, o tempo que elas podiam estar a olhar para a TV (hmmmm)"

E eis que surge este canal! O primeiro da história a dedicar 24 horas da sua emissão a últimas homenagens, a avisos de falecimento e outro material vencedor de televisão.

Não acho má ideia, se pensarmos bem até é uma ideia mais consistente do - que por exemplo - o canal "SIC Comédia". É que se é verdade que existem pessoas que não gostam de rir, a verdade é que não existe uma única pessoa que não vá bater a bota...logo não há canal mais generalista que este! É para todos. Que visionarismo A grande diferença é que ao contrário do que acontece nos outros canais, neste canal é mau sinal ser "figura pública". Ok, agora a sério; eu acho este canal de um mau gosto atroz. Mas não é por causa do assunto em si que o canal aborda...é que uma das vantagens dos obituários aqui nos jornais é precisamente isto ser feito em papel impresso. Se as pessoas começam a ter suporte audio-visual para fazer obituários...ninguém vai resistir aos Panpipes. Já tinham pensado nisso? Seja como for é um canal cheio de potencial, podem passar para lá por exemplo aqueles programas dos indivíduos que conseguem comunicar com os mortos. Eu de vez em quando vejo - não sei se vocês já viram, já? - o meu favorito é o do John Edwards em que a coisa funciona mais ou menos assim:

John Edwards: Eu estou a ver um senhor de barbas....de barbas...portanto de barbas, o seu marido...o seu marido tinha barba?

Viúva: Não, não tinha.

John Edwards: Tem razão, não era barba, não é barba ele tinha uma mão na cara...tinha a mão direita na cara!

Viúva: Também não, visto que o meu marido era maneta...

John Edwards: Pois não, tem razão... o seu marido está a mostrar-me um pássaro. O que é que significa isto minha senhora? Que conotação tinham os pássaros com o seu marido?

Viúva: Com pássaros? Não sei, nós tinhamos um cão.

John Edwards: É isso minha senhora! Tem toda a razão. O cão estava de costas, de modo que parecia ser um pássaro. Ele está a mostrar o vosso cão, está a mostrar o vosso Golden Retriever.

Viúva: Mas o nosso cão era um Chihuahua.

John Edwads: Tem razão era um Chihuahua, agora sim.. por isso é que eu o confundi com um pássaro. É que como deve compreender é pequenino.

(E por aí fora...)

Outra coisa que eu espero que este canal tenha é publicidade a caixões. Isso seria interessante e podia ser mais ou menos assim:

"Este caixão possui argumentos capazes de fazerem dele uma alternativa a compactos como o "sepulcro 3000 modelo XK" ou o "máxi tumba extreme". Apreciamos a suavidade e ao mesmo tempo a firmeza do fecho da tampa. É uma excelente proposta do mercado e sem dúvida um dos melhores caixões do seu segmento."

Que tal?
_______________________
Cuidado com os teleféricos.

6 comentários:

André Alves disse...

O que eu me ri a ler isto.
Não percebo qual é a diversão de ficar a ver anuncios de pessoas que bateram a bota mas também não percebo a diversão de ver as novelas da tvi portanto não posso julgar.
Acho divertido é os anuncios do canal (Ligue já e confirme a sua marcação para um espaço de 2 minutos)
Seria igualmente divertido uma pessoa ver o canal e morrer, isso sim era fazer um preview!

Teleférico disse...

Tens toda a razão André ahaha.
Este canal dá "pano para mangas".
O senhor WolfTilmann Schneider é um visionário. E viste o que ele disse?

"Cada ano, morrem na Alemanha 800 mil pessoas. Se tivermos em conta que cada um tem quatro familiares, amigos e colegas de trabalho, cerca de 3,2 milhões de alemães enfrentam por ano o tema da morte"

Logo está explicado o porquê dos porquês do canal ahaha.
Inacreditável.

André Alves disse...

E que melhor maneira de enfrentar o problema do que ver uma fotografia com uma bela descrição da pessoa num canal?
Até estou a ver a família com pipocas e coca-cola á espera do anuncio. A criança a ficar chateada "nunca mais aparece o avô"
Eu também quero ter ideias destas quando for grande.

Teleférico disse...

O protótipo de família feliz será esse daqui a 2 anos ahahaha.
Deste-me uma imagem de felicidade, orgulho e energia perante os entes mortos lol. Maldita a hora que pus os olhos nesta notícia. Eu confesso que tive dificuldade em enquadrar a coisa...o tema é no mínimo delicado. Não quis ferir susceptibilidades, se bem que o teu ponto de vista é magistral AHAHA.

minidutio disse...

Os meus sinceros parabéns!!!
Um tema diferente, bem agarrado, muito bem enquadrado, excelente a sarcástica entrevista do John Edwards, bem escrito e com sentido. Poderia figurar numa qualquer coluna de revista ou jornal... Mais uma vez...Parabéns!

'stracciatella disse...

Fazes.me rir!
A entrevista e o anúncio final estão fantásticos. xD

~~~~

'Amiga dos livros'.. Hmm que giro. Já acabei este último.

***

  © Blogger templates Newspaper by Ourblogtemplates.com 2008

Back to TOP