O Extraterrestre

segunda-feira, maio 04, 2009

«Verdade ou mentira, o Paradoxo de Fermi vem expor uma verdade inconveniente:"Se eles existem, porque raio não os vemos? Porque não estão aqui connosco?.."

Há casos que dão que pensar. Este é, sem dúvida, um deles. Nos últimos tempos, uma questão em particular tem-me feito dar um sem-número de cambalhotas, voltas e mais voltas: E se estivermos realmente sós? E se nesta imensidão formos, de facto, os únicos? Apesar de improvável, esta teoria tem pernas para andar - e por uma razão simples: o grande silêncio nunca foi quebrado. Nunca, tirando algumas excepções, foi possível estabelecer contacto com entidades extraterrestres. Tentámos tudo o que estava ao nosso alcance, mas do outro lado.. nada. Bom, não vou negar que gostava de conhecer extraterrestres. Fossem eles bons samaritanos, capazes de nos ensinar tudo e mais alguma coisa ou polvos gigantes vindos do outro lado da galáxia com armas laser para nos conquistar. Mas.. onde estão eles afinal? Se são de facto evoluídos, capazes de viajar à velocidade da luz, super inteligentes e diversificados, porque razão, pergunto eu, não vieram ter connosco? A visão de um Universo plural, rico em biodiversidade, com muitas formas de vida e algumas civilizações é assustador, mas imaginar um Universo infinito e vazio é, verdade seja dita, infinitamente pior. Sabendo nós que as condições físicas e químicas são iguais em todo o Universo, porque razão somos nós o único lugar onde a vida teve efectivamente lugar? Dúvidas e mais dúvidas..
_______________________
Cuidado com os teleféricos.

17 comentários:

paula'maria disse...

curioso, como me excito só de pensar que pode haver extraterrestres! Adorava conhecer, só para ver se são ou não mais evoluídos que nós! E é mesmo como tu dizes, não interessa se são amaritanos ou polvos gigantes rs
boa semana*

p.s: gosto de te ler :)

Emília das Meias às Riscas disse...

E mesmo que existam, porquê que tem obrigatoriamente que ser mais evoluídos que nós? Ou até, pq q tem que ser verdes e com cabeças grandes? podem claramente ter mil e uma formas... E até se forem iguais a nós noutra galáxia? Mas o que é o mundo afinal, se andamos todos plantados na terra, com o resto da galáxia? o que há depois disso? Vazio? ar? estrelas? O que é esse espaço que nao conhecemos afinal?

Gema disse...

Concordo contigo, mas o que me faz mais confusão é que conforme o ser humano evoluiu, as "visões" deixaram de aparecer, como quando apareciam há alguns anos. Ás vezes, pergunto-me, se realmente eles apareciam ou se eram montagens e aldrabices, pois agora como temos "maquinetas" que podem provar se as imagens são falsas ou não, ninguém aldraba mais.
Antes, havia pouquissimas pessoas a terem máquinas de filmar/fotográficas e conseguia-se imagens, agora que quase toda a gente tem e costuma andar com uma consigo, nunca mais vi imagens de naves espaciais e/ou ET's.
Eu acredito que não estamos sozinhos e que existe algo além de nós neste Espaço imenso, mas já pensastes que se eles são evoluidos, o porquê de não virem ter conosco??? Eu acho óbvio, que só assim demosntram inteligência, visto que o ser humano quando "caça" algo não explicável, faz atrocidades para conhecer melhor, etc...
Bem, mas isto sou eu que penso, não é???

Patrícia disse...

Também tenho imensas dúvidas em relação a essa questão. Acho, obviamente que não somos os únicos no universo, num espaço infinito devem haver imensos como nós, e diferentes. Talvez seja algo que a humanidade acabe por nunca descobrir, é complexo demais podermos alcançar outros planetas com vida.


Mas que era bom encontrarmos outros como nós, era. Muito bom.

Gema disse...

Vai ao meu blog:
http://filmesdagema.blogspot.com/
pois deixei-te dois selos para o teu blog ;)
Bjs

Joli disse...

O nosso planeta tem vida porque tem condições para tal. As condições física e químicas não são iguais em todo o lado, ao contrário do que dizes, daí sermos os únicos com vida "nesta zona" xD

Agora, o universo é enorme, ninguém ainda conseguiu estabelecer limites para o mesmo. Há quem diga que possa existir uma espécie de universo gigante a conter milhares doutros universos, e um deles pode ser o nosso... mas pronto, não passam de teorias xD

A verdade é que se existir outro planeta com condições semelhantes à do nosso, podemos dizer que é possivel existir vida. O problema é que nós temos uma ideia extremamente distorcida dessas formas de vida.

Quem é que nos disse que os extraterrestres têm que ser hominóides cabeçudos com braços a bater pelo chão, super-inteligentes???? Aí é que está! Ninguém! LOOL

Uma forma de vida pode ser qualquer coisa, desde uma célula minúscula, até um ser vivo de grande porte e altamente complexo. E a forma deles? Bem, a biodiversidade é fenomenal, podem ter qualquer forma, podem mesmo não se assemelharem em nada a qualquer ser vivo do nosso planeta! E é isso que torna tão fascinante toda esta temática ^^

Desculpa o comment gigante, é a minha veia de bióloga a trabalhar ihihih

Beijinhooos e continua! Adoro os teus textos :D

Silvana disse...

Sigur rós é fantástico *-*

Bem o teu blog tem cada post :D
isto sim, é um blog do futuro*

XS disse...

Eles "andem" aí, de certeza... Certamente disfarçados de algo altamente improvável de levantar suspeitas!

Agradeço a tua visita ao meu barraquito!

Vou ficar atenta ao teu sítio! :)

Cat disse...

Em relação a este tema já passei por todas as fases possiveis. Já neguei, já tive medo que sim, já pensei que não poderiam senão existir.

É cair um bocadinho no lugar comum mas... seria demasiado presunçoso da nossa parte, pensar que somos os únicos.

Mas tbm...algum dia saberemos? **

Alexandra disse...

Quantas vezes eu já fiz essa pergunta! É esperar para ver :p *

Lady me disse...

Quanto à questão do PR tens razão, mas ele falou assim quase de certeza devido à religião padrão em Portugal (se é que se pode falar assim). Um erro, mas acontece. Por exemplo, não percebo porque na tvi dá missa ao domingo e não dá há sexta a cerimónia dos muçulmanos. Questões! Não podemos fazer nada.

Quanto a este post, como eu me pergunto isto! Tantas e tantas vezes! É algo que dá pano pra mangas... Quem me dera saber, mas cada vez mais acredito mais que estamos sozinhos aqui, embora pensar isso seja mesmo arrepiante!
Gostava de ver os "homenzinhos" verdes que tanta tinta já fizeram correr sem sequer, sabermos a veracidade deles... Mais questões.

*

Wilson disse...

Nunca contactaste com extraterrestres?

Eu vejo cada um... E às vezes até me sinto um deles :P

[Mas é intrigante. Eu não quero pensar que somos os únicos neste Universo]

Selenyum disse...

Existem 10^11 milhões de estrelas na nossa galáxia e cerca de de 10^11 galáxias no universo. Numero grande, sim senhora...
Mas devemos parar e pensar um pouco. Grande parte das estrelas na nossa galaria são binárias, o que é uma chatice e nada bom para ter planetas a volta. Até agora são conhecidos 300 planetas fora do nosso sistema solar. São todos de uma massa semelhante a de Júpiter, porque não conseguimos detectar menores pelas técnicas actualmente disponíveis, como por exemplo a Velocidade Radial.
Para um planeta conter vida é necessário uma gama de temperaturas aceitável o que exclui quase todos os planetas porque a relação pretendida entre a luminosidade da estrela e o raio da órbita não é assim comum. Depois é necessário uma combinação de elemento químicos no planeta semelhante ao nosso o que também é difícil, porque a estrela não pode ser de primeira geração nem de de uma geração muito avançado porque senão a proporção de elementos nunca seria correcta. Já para não falar nas estrelas instáveis e com vidas muito curtas, que mesmo algum planeta ai consiga desenvolver vida eu acho que não teria uma grande futuro quando uma estrela por exemplo passasse a supernova ou estrela de neutrões.
Pois, as condições físicas não são iguais em todos o universo, e as químicas também não. No entanto as leis físicas que nos regem também regem o resto do universo.

E mesmo que um planeta consiga desenvolver vida, são necessários milhões de anos até que essa vida se torne inteligente, para além disso não é um processo linear, é altamente dependente de factores aleatórios. E mesmo que seja inteligente, pode dar-se o caso de ainda não ser desenvolvida, ou já se ter extinguido devido a qualquer factor natural ou não (ex: guerra nuclear, efeito de estufa, meteorito).

Portanto a probabilidade de haver vida no universo é:

P = Ng * Ne * Pep * Pe2g * Ptc * Pcq * Pv * Pvi * (1 - Pext)

P = Probabilidade
Ng = Número da Galáxias
Np = Número de Estrelas
Pep = Probabilidade da estrela ter planetas
Pe2g = Probabilidade da estrela ter os parâmetros certos
Ptc = Probabilidade de o planeta ter níveis de radiação estrelar correctos (ie: Temperatura)
Pcq = Probabilidade de os elementos químicos existirem na proporção correcta.
Pv = Probabilidade de o planeta ter vida.
Pvi = Probabilidade dessa vida conter seres inteligentes.
Pext = Probabilidade dessa vida se ter extinguido.


Cumprimentos.
Um gajo licenciado em física

Filipa disse...

Ninguém consegue imaginar o que são 10^11 milhões de estrelas, ou 10^11 galáxias .. não faz sentido entrar por aí. Acho que o ser humano não nasceu preparado para entender ordens de mdida tao grandes. O que sei é que se existirem .. não os quero por perto. Morria de medo!

Beijinho ó OSNI da treta! :PP

Selenyum disse...

De nada, eu de vez em quando faço alguns posts sobre física, quando quiser passar por lá é sempre bem vindo.
Cumprimentos

Ritinha disse...

eu acredito que pode existir vida noutros locais do universo mas não acredito que os chamados "ET's" sejam assim tão evoluidos...

eles podem simplesmente ser iguais a nós ou ainda menos desenvolvidos e por isso não podem chegar até nós e nós não podemos chegar até eles!

:D
Beijinho

Selenyum disse...

Estive a investigar melhor e existem mais de 30 factores necessários para a existência de vida. Eu fiz um post sobre isso no meu blog também se quiseres passar estas a vontade.


PS: a explicação da relatividade foi útil ou nem por isso?

  © Blogger templates Newspaper by Ourblogtemplates.com 2008

Back to TOP